Perspectiva
Um blogue sobre fotografia, por Luís Afonso

O computador é elemento essencial no workflow digital de cada fotógrafo

O companheiro ideal


Uma das perguntas que mais frequentemente me dirigem diz respeito ao computador ideal para editar imagens no Adobe Lightroom. Mac ou Windows, o que comprar? E o monitor, qual a recomendação? Se quer saber a resposta, continue a ler mais este artigo da série Lightroom.

A Adobe define os seguintes requisitos mínimos em termos do sistema no qual vai correr o Lightroom (informação de Out,2013).

Windows

  • Processador Intel® Pentium® 4 ou AMD Athlon® 64
  • Placa gráfica compatível com DirectX 10 ou posterior
  • Microsoft® Windows® 7 com Service Pack 1 ou Windows 8
  • 2GB de RAM (4GB recomendados)
  • 2GB de espaço em disco disponível
  • Ecrã com resolução mínima de 1024×768

Mac OS

  • Processador Intel Multicore com suporte 64-bit
  • Mac OS X v10.7 ou superior
  • 2GB de RAM (4GB recomendados)
  • 2GB de espaço em disco disponível
  • Ecrã com resolução mínima de 1024×768

Windows ou Mac OS?

A primeira decisão a tomar é o sistema operativo do seu computador e aqui temos duas opções: Windows ou Mac. Ambos sempre nas versões a 64 bit, modo em que deve correr sempre o Lightroom. Se quer um computador dedicado à fotografia, mas que também lhe permite aceder à Internet, consultar o mail e fazer outras tarefas pessoais, recomendo sem dúvida um Mac. Na minha experiência de utilização do Lightroom desde a primeira versão Beta, sempre achei a versão MacOS mais robusta do que a versão Windows. Embora a partir da versão 3 a diferença seja menos notória, cada vez que uso a versão Windows há sempre qualquer coisa que me lembra que talvez a Adobe tenha adaptado a sua versão Mac para Windows e não o contrário. A forma como a versão para MacOS flui e se mantém sempre disponível rivaliza um pouco com a versão Windows que de quando em vez tem os seus problemas. Pode ser culpa do sistema operativo ou do próprio computador, mas é a voz da minha experiência a falar. Como é óbvio, se por qualquer razão, profissional ou pessoal, tem mesmo de usar o Windows (ou até o prefere), não há razão para que não o use e não prepare o computador ideal com base nesse sistema operativo.

Que componentes procurar no seu computador antes de comprar?

Windows ou Mac, o importante é adquirir um computador com pelo menos um processador multicore tal como os Intel Core i5 ou i7 e uns generosos 8 GB de memória RAM (ou superior). A memória RAM é mesmo um dos factores fundamentais na utilização do Lightroom (e até do próprio sistema operativo), pelo que a investir, deve ser neste componente que deve gastar o seu dinheiro. Nisto e no monitor, é claro… Por isso, a minha recomendação é que suba dos 4GB recomendados pela Adobe para os 8GB recomendados por mim.

Outro componente importante é a velocidade do disco rígido que vai suportar o sistema operativo e o próprio catálogo. Quanto mais rápido for, melhor. Um disco SSD para o sistema operativo e um disco SATA a 7200RPM para o catálogo são recomendados. Se quiser ainda superar esta performance considere dois discos SSD. E nunca coloque o catálogo de trabalho num disco externo. Os discos externos são bons para backup, mas não para trabalhar no dia-a-dia.

Em termos de placa gráfica, embora possa parecer um pouco contraditório, qualquer uma que permita uma resolução nativa de pelo menos 1024×768 é suficiente, pelo que não precisa de investir numa placa super-rápida e com gigas de memória. A placa gráfica que vem integrada na motherboard do seu computador será, na maior parte dos casos, suficiente. Se, como eu, pretender usar um monitor grande com resoluções superiores ao recomendado pela Adobe, deverá ter em conta a resolução máxima do seu monitor e garantir que a placa gráfica do seu computador a suporta. Atualmente, considero que uma resolução de 2560×1440 é perfeita para editar as imagens atualmente produzidas pelas dSLR dos nossos dias.

Tendo em conta estas características, estou certo que encontrarão diversas soluções, quer optem por PCs Windows ou computador Mac. Qualquer que seja a solução, opte sempre por um computador de secretária e não por um portátil ou um tudo em um com monitor integrado. E tente não o “encher” de aplicações que não precisa. Reduza tudo ao mínimo, em especial no ambiente Windows, e instale só as aplicações que realmente usa. Vai ver que tem computador durante anos a funcionar de forma rápida e estável.

O monitor: veja o mundo com outros olhos!

Outro dos componentes chave a ter em conta no seu sistema é o monitor. Lembre-se que vai estar a olhar para ele horas a fio e que dele depende o sucesso da sua edição e das suas impressões. Investir num bom monitor não é um preciosismo, é mesmo uma obrigação. É claro que só vai perceber isto depois de comprar um bom monitor ou após olhar para um na casa de um amigo. Depois desta experiência, vai começar a olhar para as suas fotos de outra forma. Vai ver cores que nunca viu, com uma definição que nem sabia que as suas fotos tinham. Verdes, azuis e laranjas vão parecer-lhe irreais ao princípio, mas depois vai perceber que o monitor que tinha estava a roubar-lhe o verdadeiro usufruto das suas próprias imagens. E vai pensar no que a maior parte das pessoas deste mundo estão a perder…

Prepare-se, pois um monitor “a sério” não é barato. Mas também não precisa de assaltar um banco para adquirir um. Se quiser e puder comprar um topo de gama, recomendo-lhe o novo NEC MultiSync PA272W (que vem substituir o modelo anterior). Se não quiser gastar os mil e poucos euros que este NEC custa, recomendo-lhe o DELL U2713H por menos de 700 Euros, igualmente excelente. Ambos os monitores estão dotados de painéis IPS com uma cobertura do espaço de cor Adobe RGB superior a 95% e sRGB a 100%, o que significa que vai poder ver as verdadeiras cores das suas fotos. E acredite, vai mesmo notar a diferença.

O pequeno amigo

Finalmente, uma nota para recomendar um acessório que muitas pessoas descora: o rato. Não compre o primeiro que apanhar na prateleira do supermercado. Lembre-se que vai poisar a sua mão horas a fio sobre ele e que deve ser preciso o suficiente para editar as suas fotos (atenção à resolução do mesmo). Tanto a Microsoft como a Logitech têm boas soluções no mercado. Compre um rato o suficientemente grande para lhe encher a mão e confortável o suficiente para que tudo parece ergonómico e simples de utilizar. E esqueça aqueles ratinhos pequeninos de portátil: são tudo menos confortáveis. Recomendo-lhe o meu: Logitech Performance Mouse MX.

Espero que tenha sido útil. Se está a pensar comprar um novo computador este Natal, aproveite!

2 Comentários

  •    Responder

    Boas dicas Luis !
    Juntaria apenas que se a library de fotos for muito grande (como a minha …) e não houver espaço no disco interno, então que se deve ter um disco externo com uma velocidade rápida: firewire ou usb3.
    Já o espaço para os previews provavelmente não há stress em usar o mesmo disco onde se encontra o catálogo.
    bye, LL

  •    Responder

    Boa tarde Luis,
    Sabe-me dizer onde posso comprar esse monitar Dell U2713H? Já corri tudo e não vejo em lado nenhum, excepto lojas online como por exemplo redcoon.
    Obrigado!

Responder a Luis Leal Cancelar resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.